Conta de água fica mais cara em Goiás a partir de Julho

conta de água vai ficar mais cara a partir do mês de julho para a população goiana. O reajuste de 5,79% nos serviços de água e esgoto foi aprovado na última sexta-feira (31/5) pelo Conselho Regulador da Agência Goiana de Regulação (AGR) e começa a ser calculado no mês corrente, mas a cobrança vai chegar na próxima fatura.

Segundo informou a assessoria de imprensa da Companhia de Saneamento de Goiás (Saneago), o aumento ocorre anualmente e é uma forma de repor a inflação referente ao ano anterior, para equilibrar a empresa financeiramente. Conforme a Saneago, a energia elétrica representou 47% dos custos segundo a metodologia da AGR.

Apesar do índice de reajuste aprovado ser de 5,79% para os serviços, os dados do Índice Nacional de Preços do Consumidor (INPC), indicou que os índices da inflação, usado para calcular o aumento, ficou em 3,43% no ano passado, portanto dois porcento menor do que o reajuste aprovado pela AGR.

 

Reajuste na tarifa de água e esgoto vai vir na fatura do mês de julho

A Saneago ressaltou que o órgão competente para fixar e autorizar os reajuste é a AGR, de acordo com o marco regulatório, e permite que o novo índice entre em vigor no prazo de 10 dias, com a cobrança nas faturas a partir dos dia 1º de julho.

Em 2017 a pesquisa feita pelo Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (Sinis) do Ministério do Desenvolvimento Regional, mostrou que Goiás tem a segunda tarifa de água mais cara do país. Porém, a Companhia afirmou que o modelo usado pelo Sinis compara tarifas de companhias com composições diferentes e dessa maneira não é possível fazer a comparação do valor pago efetivamente pelo cliente por metro cúbico.

A Saneago informou ainda que adota uma estrutura tarifária de forma escalonada, ou seja parcelada, como uma espécie de bonificação para o consumidor que faz o uso consciente da água, pois quanto menor o consumo, menor o valor da tarifa por metro cúbico. De acordo com a Companhia os cliente que são beneficiados pela tarifa social, não vão sofrer com reajustes em suas contas. Em todo estado, 23 mil famílias são beneficiadas com o programa.

 
Rate this item
(0 votes)

Deixe um comentário em nosso mural

Certifique-se de inserir todas as informações necessárias, indicadas por um asterisco (*). Código HTML não é permitido.